Quem tem diabetes pode doar sangue?


Quem tem diabetes pode doar sangue?

Será que quem tem diabetes pode doar sangue? Essa é uma pergunta que aflige muitos pacientes que deseja ajudar alguém da família ou doar por solidariedade. A resposta é que algumas pessoas diabéticas podem fazer a doação, mas é preciso avaliar certos fatores.

Entenda o que é necessário para ser um doador e em quais casos o diabético pode doar sangue.

Quem pode doar sangue?

Existem alguns requisitos básicos para quem deseja ser doador. Eles precisam ser seguidos para manter a segurança da pessoa que fará a doação e daqueles que receberem o sangue. Há também casos em que a doação é totalmente restrita.

Requisitos básicos:

  • Apresentar boas condições de saúde;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos;
  • A primeira doação precisa ser feita até 60 anos de idade;
  • É preciso pesar ao menos 50 kg;
  • É necessário estar descansado (ter dormido no mínimo 6 horas);
  • Estar bem alimentado;
  • Evitar alimentos gordurosos 4 horas antes da doação;
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial.

Impedimentos definitivos:

  • Ser diabético insulino-dependente;
  • Ter hepatite depois de 11 anos de idade;
  • Doenças que sejam autoimunes, como Lupus ou Tireoidite de Hashimoto;
  • Receber enxerto de dura-máter;
  • Utilizar certos medicamentos (consulte antes da doação);
  • Utilizar drogas ilícitas injetáveis;
  • Apresentar problemas graves no coração, fígado, rins ou pulmão;
  • Ter casos de malária;
  • Ter passado por algum tipo de câncer, como leucemia;
  • Ter problema de coagulação de sangue;
  • Ter sofrido com tuberculose extra-pulmonar;
  • Apresentar alguma doença geradora de inimputabilidade jurídica;
  • Ter apresentado hanseníase, elefantíase, brucelose ou calazar (leishmaniose visceral);
  • Ter sido submetido à pneumectomia, gastrectomia total, esplenectomia não decorrente de trauma, transplante de órgãos ou de medula.
  • Ter alguma doença infecciosa que pode ser transmitida pelo sangue, como: AIDS (vírus HIV), Hepatites B e C, Doença de Chagas e doenças associadas aos vírus HTLV I e II;

Intervalos para doação:

Para mulheres – 90 dias ( no máximo 3 doações de sangue  nos últimos 12 meses);

Para homens – 60 dias (no máximo 4 doações de sangue nos últimos 12 meses).

Quais diabéticos pode doar sangue?

Em resumo quem tem diabetes pode doar sangue, porém depende do quadro e do tratamento utilizado. Se o paciente for insulino-dependete ou tenha feito uso de insulina mesmo uma única vez, ele não poderá ser doador.

Isso ocorre porque essas pessoas apresentam algumas alterações cardiovasculares. Sendo assim, podem sofrer alguma reação adversa que prejudique o controle da diabetes. Logo, a restrição é para preservar o doador, já que não haveria nenhum problema para quem receber o sangue de um diabético. Para ficar mais claro:

Diabéticos que podem doar sangue

Podem doar sangue as pessoas com diabetes mellitus que esteja sob controle com o tratamento feito por medicação oral e dieta balanceada. Além disso, é importante não ter histórico de pressão baixa, neuropatia diabética, infecção ativa, feridas nos pés ou doenças vasculares.

Diabéticos que não podem doar

Não podem doar sangue os pacientes que estejam utilizando insulina ou apresentem complicações da diabetes.

Doar sangue é uma atitude de cidadania. Esse pequeno ato pode salvar muitas vidas ou auxiliar até 30 pessoas. Tendo as condições necessárias, é possível fazer de 3 a 4 doações por ano. Porém, o mais importante é manter a saúde dos doadores.

Sendo assim, é preciso entender que em alguns casos quem tem diabetes pode doar sangue, mas em outros não. Esse cuidado é necessário para que o paciente possa permanecer saudável e não ter complicações em seu quadro.

Gostou do artigo? Então, não deixe de conferir 7 mitos e verdades sobre diabetes.


Esta artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe Um Comentário?