Entenda o que é insulina


O questionamento sobre o que é insulina é muito comum entre as pessoas que querem saber mais sobre diabetes. A insulina é um hormônio anabólico com grande importância no organismo.

É comum que surja a dúvida sobre como esse hormônio age no corpo e como ela é uma poderosa auxiliar para os diabéticos. Para saber melhor sobre o que é insulina e suas funções, acompanhe o artigo.

O que é insulina?

A insulina é um substância que ajuda no controle do nível de glicose na corrente sanguínea. Outra função importante da insulina é regular a produção de glicose realizada pelo fígado.

Quando acontece uma deficiência na produção da insulina, a pessoa recebe o diagnóstico de diabetes. Isso porque, ao evitar o alto nível de glicose no sangue, a insulina auxilia no equilíbrio metabólico. Não havendo esse controle, o organismo entra em perigo.

Para regularizar o nível glicêmico no sangue nos casos de insuficiência do hormônio, é preciso fazer a reposição de forma exógena da insulina. Ou seja, são necessárias aplicações diárias de insulina no organismo.  

Ela pode ser dividida em dois tipos: humanas e análogos. A que tem origem humana, chamada de NPH e Regular, tem seu desenvolvimento realizado em laboratórios a partir da combinação de DNA. Já os análogos são os tipos que sofreram alterações na cadeia de aminoácidos para que sua ação seja mais rápida.

A insulina pode vir em canetas ou em frascos. Cada frasco contém 10 ml e são utilizados com seringas de insulina. Os refis, por sua vez, são de 3 ml e sua utilização é feita com canetas de aplicação.  

Quais os tipos de insulina?

A insulina é essencial para as pessoas diabéticas. Esse hormônio pode ser encontrado em 6 tipos principais. Conheça melhor cada um e como ocorre o funcionamento no organismo.

Análogo de ação rápida

Tem seu pico de ação em até 3 horas. Pode ser injetado no paciente com, um pouco antes ou após a refeição.

Análogo de ação prolongada

Deve ser injetado uma vez por dia. Sua função é fornecer insulina de fundo com uma duração aproximada de 24 horas.

Insulina de ação curta

Precisa ser injetada de 15 a 30 minutos antes da refeição. Isso é para controlar o aumento dos níveis de glicose no organismo após a alimentação, que deve conter uma boa dieta para diabéticos.

Insulina de média e longa atuação

São aplicadas durante uma ou duas vezes no decorrer de um dia. Sua função é oferecer insulina de fundo ou ser combinada com análogos de ação rápida ou insulina de ação curta.

Insulina pré-misturadas

Esse tipo de insulina pode ser uma combinação de insulina de ação média e insulina de ação curta.

Como aplicar insulina?

Ela é aplicada abaixo da pele, onde fica a camada gordurosa, no tecido subcutâneo. Por isso, a agulha de aplicação precisa ter de 4 a 8 milímetros.

Durante o procedimento, é preciso fazer uma espécie de “prega na pele”. Nessa parte a insulina é aplicada. Em geral, os locais mais comuns são: braço, abdome, lateral ou frente das coxas, nádegas ou na região da cintura.

Agora a questão sobre o que é insulina, quais tipos e como ela é aplicada já não são mais grandes dúvidas. Se ainda restou alguma pergunta, deixe nos comentários para continuarmos essa conversa.


Esta artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe Um Comentário?