Beterraba Faz Mal Para Diabetes?


A Beterraba é um alimento considerado muito saudável. A raiza oferece diversas vantagens, pois diminui a pressão arterial, estimula o sistema imunológico, controla o colesterol, protege o sistema nervoso e combate doenças cardiovasculares, problemas no fígado, nos pulmões e anemia.

A beterraba também é fonte de fibras, proteínas, ferro, magnésio, cálcio, potássio, manganês, zinco e vitaminas A, B1, B2, B5, B6 e C.

Com todas essas informações, é fácil entender porque a beterraba é tão indicada para fazer parte de sua alimentação. Contudo, pacientes com Diabetes precisam tomar alguns cuidados especiais em sua dieta, como o corte ou redução de alimentos ricos em açúcar e a contagem dos carboidratos presentes em cada refeição.

Surge a dúvida: a Beterraba faz mal para Diabetes?

A resposta é: não necessariamente. Como é um alimento cheio de benefícios, não é necessário cortá-lo da dieta, mas é importante que o seu consumo seja controlado de acordo com a contagem de carboidratos adequada à uma dieta para Diabéticos.

O índice glicêmico da Beterraba

O índice glicêmico é referente à rapidez com que o açúcar de um alimento ingerido entra na corrente sanguínea. Quanto maior o índice glicêmico, mais rápido ele chega ao sangue.

Para pacientes com Diabetes, que precisam controlar a taxa de glicose, ingerir alimentos com alto índice glicêmico (valor acima de 70) é um problema, pois atrapalha no controle da glicemia.

Leia também:  Dieta para Diabéticos

Devido a esse fator, a beterraba não é de todo um alimento benéfico para diabéticos. O seu índice glicêmico é 88, um valor bem alto.

A solução para essa questão é, como dito acima, o controle do consumo da beterraba. Por exemplo, em uma refeição rica como o almoço, é importante equilibrar os alimentos para que a soma total do que foi consumido não apresente um índice glicêmico ou número de carboidratos muito alto.

O ideal é planejar uma alimentação equilibrada e adequada para o seu quadro de diabetes junto a um profissional especializado, que será capaz de tomar decisões adequadas e garantir uma dieta saudável.

A contagem de carboidratos da Beterraba

A contagem de carboidratos em uma dieta para diabético é muito importante pois o produto final da metabolização dos carboidratos é a glicose. Logo, quando consumimos carboidratos, estamos consumindo açúcar indiretamente.

Enquanto a glicose é importante para a nutrição, pois ela é o “combustível” do nosso corpo, no caso dos diabéticos, ela tende a se acumular no sangue e não é transportada até as células, onde é transformada em energia.

A beterraba apresenta uma quantidade de carboidratos pouco favorável para diabéticos. A cada 100 g da raiz, há 10 g de carboidratos. Uma xícara do alimento contém cerca de 13 g de carboidratos.

Por isso, para incluir a beterraba na alimentação, a contagem de carboidratos deve ser bem rígida. Uma possibilidade é fazer substituições, para que cada refeição fique totalmente balanceada, sem uma quantidade excessiva de carboidratos.

Leia também:  Frutas que Diabéticos Podem Comer

É importante ressaltar que a quantidade de açúcar e carboidratos que podem ser ingeridos podem variar de acordo com o quadro de cada indivíduo. Por isso, a dieta só pode ser feita com o auxílio de um profissional, levando em consideração a glicemia do paciente.

Até mesmo a metabolização do açúcar e carboidratos ingeridos pode ser diferente de um paciente para outro, o que reforça a necessidade de um acompanhamento constante.

Como incluir a Beterraba na Dieta para Diabéticos

Algumas maneiras de consumir a beterraba em uma dieta para diabéticos são:

  • Em forma de suco
  • Salada durante o primeiro lanche
  • Junto a vegetais durante o almoço

Pesquisas confirmam que a ingestão da beterraba em forma de suco é benéfica. O mais indicado é que o alimento seja consumido de manhã, evitando a ingestão no fim do dia.

Isso se deve a metabolização da glicose, que deve ser lenta e constante, oferecendo energia para o resto do dia.

Gostou deste artigo? Leia também:


2 Comments

  1. maria ivanete

    amei este arttigo esta me ajudando bastante pois descobri que estou com diabetes.
    e n ão sei direito o que devo ou não comer.

  2. Maria Neuza Franco

    Gostei muito deste artigo. Descobri agora que estou com diabete e preciso está bem informada sobre a minha alimentação a partir do momento que descobri.

Deixe Um Comentário?