Exame para Detectar Diabetes

O Exame para Detectar Diabetes muitas vezes é o único caminho para descobrir a Diabetes. Conhecida como uma doença silenciosa, nem sempre pode-se contar com a presença dos Sintomas da Diabetes como um indicativo.

Por isso, os exames para Diabetes muitas vezes são exigidos como prevenção para pessoas em grupos de risco, ainda que não apresentem sintomas, ou até mesmo são feitos por acaso, quando um clínico geral pede exames de sangue e os resultados indicam Diabetes.

Os resultados dos exames para detectar Diabetes costumam ser entregues rapidamente. Os dados obtidos são interpretados com base no perfil do paciente, levando em consideração o exame físico e sua história clínica.

Os exames para detectar Diabetes mais comuns são:

Glicemia de Jejum

O exame de glicemia de jejum é realizado pela manhã, após um jejum de pelo menos oito horas, sem a ingestão de alimentos sólidos ou líquidos, com exceção da água. No exame, uma amostra de sangue é coletada e analisada.

Para analisar os dados obtidos, é importante levar em consideração que a presença de glicose em nosso sangue é natural. Existe uma determinada faixa que é considerada normal e saudável para a quantidade de glicose no sangue, e é a presença de números fora dessa faixa que indica uma possível doença.

Em geral, observa-se que a taxa de glicemia de um indivíduo é mais alta após a ingestão de alimentos e mais baixa quando ele está em jejum.

Em um organismo capaz de regularizar a taxa de glicose normalmente, a glicemia não costuma ser superior a 200 mg/dL (miligramas por decilitro)após a ingestão de alimentos. Com o estômago vazio, esse valor não deve ultrapassar 10 mg/dL.

Analisando a taxa de glicemia nos resultados

Levando em consideração a faixa de glicemia esperada de um indivíduo saudável e também os resultados comuns para pacientes com diferentes Tipos de Diabetes, indicativos da doença ou diagnósticos podem ser feitos.

  • Se o exame apresentar uma glicemia de jejum inferior a 70 mg/dL, então é considerado um caso de hipoglicemia. Embora não seja uma doença em si, esse quadro indica problemas de saúde.
  • Caso o paciente apresente uma glicemia de jejum entre 70 e 100 mg/dL, então o resultado é considerado normal e é muito provável que ele não tenha problemas na regularização da taxa de glicemia.
  • Quando a taxa apresentada é entre 100 a 125 mg/dL, a situação começa a complicar. Nesse caso, há um indicativo de pré-diabetes. Isto é, um quadro anterior à Diabetes, que já apresenta algumas complicações para a saúde, mas que ainda é reversível.

O procedimento recomendado é repetir o exame e realizar um teste de tolerância à glicose, a fim de analisar como o organismo do paciente metabolisa a glicose. Com esses exames, é possível confirmar ou não quadro de pré-diabetes e seguir para um tratamento adequado.

  • Por fim, caso o resultado apresente uma taxa superior à 125 mg/dL, então há um forte indicativo de Diabetes. Assim como no indicativo de pré-diabetes, devem ser realizados outros exames para confirmar o diagnóstico.

Caso o resultado seja maior do que 200 mg/dL, um valor muito elevado, o diagnóstico pode ser feito sem exigir mais exames, em especial quando houver sintomas de Diabetes.

Tolerância à Glicose

Como mencionado acima, o teste de tolerância à glicose muitas vezes é pedido após o resultado de um exame de glicemia de jejum, a fim de confirmar o diagnóstico. Em parte, isso ocorre pois o teste de tolerância à glicose é mais caro e complexo.

Nele, são coletadas amostras do paciente em jejum e uma ou duas horas após a ingestão de um líquido com 75 g de açúcar. Os níveis de glicemia em ambas as amostras são medidos, e pode-se observar como é feita a metabolização da glicose no organismo do indivíduo testado.

Em geral, como é muito fácil identificar os Sintomas da Diabetes Tipo 1, este teste se reserva para pacientes com Sintomas de Diabetes Gestacional, Sintomas da Diabetes Tipo 2 ou suspeita de pré-diabetes.

É importante ressaltar que os diagnósticos de Diabetes e pré-diabetes são feitos não somente com base nos valores apresentados, mas também em uma análise completa do paciente. Por isso, a sinceridade e a comunicação entre médico e paciente são essenciais.

Caso você apresente alguns sintomas de Diabetes, não hesite e faça um exame. Com o devido tratamento é possível controlar o quadro e viver uma vida normal. No entanto, sem aderir a um estilo de vida adequado, as complicações podem ser muito graves.

Gostou deste artigo? Leia também:

Esta artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe Um Comentário?